top of page
  • Foto do escritorNeepec

"A Paixão de Tito" faz apresentação na Fafich

Solo que celebra a memória do frei cearense morto pela Ditadura Militar em um rito de paixão e fé com a participação do público será apresentado nas descomemorações do Golpe de 64


Foto: Denilson Gomes


“A Paixão de Tito”, solo de Gabriel Castro Cavalcante, com dramaturgia e encenação de Juarez Guimarães Dias, faz apresentação única e especial na segunda-feira 1º de abril, às 11h, na sala 4 (3º andar) da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FAFICH) da UFMG, com entrada franca sujeita à lotação do espaço. A sessão é uma realização do Núcleo de Estudos em Estéticas do Performático e Experiência Comunicacional (Neepec) em parceria com a Universidade dos Direitos Humanos da PROEX UFMG, como ação dentro das descomemorações do Golpe de 64.


O espetáculo é um ritual em memória de Frei Tito de Alencar Lima, cearense, militante, dominicano, preso, torturado e banido do país na Ditadura Militar, e realizada com a participação do público em cena, articulando performance e ritual. O solo propõe um cruzamento das trajetórias do artista, do frade e de Jesus, compartilhando com o público o vinho, o pão e a palavra desses cristãos que reverberam de maneira iluminada e necessária nos tempos de hoje.


A dramaturgia de “A Paixão de Tito” parte de biografias e textos escritos por Frei Tito de Alencar Lima, além de canções, cartas, depoimentos em textos e áudios produzidos à época por ele, por seus companheiros de ordem e missão, como Frei Betto, e por familiares com sua irmã Nildes Alencar.


O trabalho cruza elementos de rituais religiosos numa perspectiva ecumênica e antropológica, tendo o teatro e a performance como linguagens condutoras. O público é convidado a participar dessa homenagem, acompanhando os passos da paixão de Tito, do nascimento até a morte em seu exílio na França. Nesse sentido, a proposta da dramaturgia busca recuperar sentidos etimológicos de comunidade e comunicação (fazer algo em comum). em diálogo com pesquisas desenvolvidas sobre autobiografias e biografias no Neepec. A montagem conta com a colaboração de outros artistas da UFMG, como os figurinos da Profa. Tereza Bruzzi (T.U.) e música original de Luiz Rocha (discente da Graduação em Teatro).


O solo é conduzido por Gabriel Castro Cavalcante, conterrâneo de Tito e com o qual se sente profundamente identificado na fé e na luta, e propõe um réquiem em homenagem à sua “paixão”. Partindo de reconhecimento com o com o percurso de Tito que, migrando do Nordeste para o Sudeste, ambos em busca de seus “sacerdócios”, ainda que de naturezas distintas, o ator vê nesse trabalho a possibilidade real de aprofundar em discussões que perpassam por questões identitárias.


FICHA TÉCNICA


Criação e Pesquisa: Juarez Guimarães Dias e Gabriel Castro Cavalcante

Atuação e Produção: Gabriel Castro Cavalcante

Dramaturgia, Espaço Cênico e Encenação: Juarez Guimarães Dias

Figurinos: Tereza Bruzzi

Assistente de Figurinos: Edsel Duarte

Preparação Vocal: Ana Hadad

Trilha sonora original: Luiz Rocha

Voz em “O Retirante”: Marta Aurélia

Registro Audiovisual e Fotográfico: Levy Mota

Realização: Neepec UFMG

Parceria: Universidade dos Direitos Humanos (UDH) da Pró-Reitoria de Extensão da UFMG


SERVIÇO


“A Paixão de Tito”

Data: 1º de abril de 2024.

Dia e Horário: Segunda-feira, às 11h

Local: Sala 4, 3º andar da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FAFICH) - Campus Pampulha (Av. Antônio Carlos, 6627, Pampulha, Belo Horizonte MG)

Entrada franca sujeita à lotação do espaço.

Duração: 50 minutos.




Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page